Assinatura RSS

Um ponto.


Eu não sei se meus pés me engoliram ou foi só o caminho que se tonou enfadonho. Não sei se os sonhos provaram ser devaneios da imaginação ou apenas amarguras acumuladas em gotas salgadas. O meu tempo é rei dos contratempos e o meu esperar é insistente no seu próprio obstáculo. Confundem-me as placas. Distraem-me os sinais. Já não posso seguir o caminho antes traçado pois eu mesma não governo mais esse vulto de vida.

Será possível? Poderia ser o acaso agora responsável por todos os passos errados? Se for, que seja dele o contratempo. Eu me desfiz a procura de desvios e só encontrei sinais vermelhos. Me pintei de verde e esperei pacientemente a passagem. Agora eu ando pela corrente, comandando apenas esse canto carrancudo do meu sorrido forçado.

Sobre Nara Gabrielly

99,9% morta por dentro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: