Assinatura RSS

Oi você,


Intoxicada, inebriada pelo doce aroma que percorre os cantos. Estarrecida pela simplicidade das coisas difíceis. Indo. De cabeça. Entregar-me ao acaso. Escolhida por você.
E como o compasso muda quando o ritmo é diferente. A dança é mais austera e a felicidade, ah, ela impregna o mundo com seu doce balançar. E dançamos, bebemos desses néctar, tocamos e trocamos palavras de amor. Felicidade. Há tempos não a via. Por onde andaste? caminhado sem rumo por aí. Faça-me outra visita, venha, deixe-me contar-lhe as novidade. Conte-me sobre você. Me faça esquecer o quando esperei. Deite ou leve-me. Mas não me obrigue a suportar outro amanhecer. Não mais. Não outra vez.

Sobre Nara Gabrielly

99,9% morta por dentro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: